Projeto         TUDO É SEMPRE CONSTRUÇÃO E TAMBÉM RUÍNAS

 

 

Andrey  Zignnatto

 

 

 

SOBRE

 

Em "Tudo é Sempre Construção, e Também Ruínas", o artista Andrey Zignnatto pretende construir uma espécie de ruínas, com 06 instalações produzidas com técnicas de alvenaria. Estas instalações são desenvolvidas a partir de uma mesma planta baixa de uma casa de estilo popular do programa habitacional do governo federal chamado de CDHU, onde o artista divide a planta em 06 partes, sendo que cada parte será construída em lugares e tempos diferentes.

A primeira parte foi produzida em agosto de 2017 no SESI Tatuí, em projeto contemplado pelo edital FIESP/SESI ocupações artísticas. Nesta primeira do total de seis etapas do trabalho "Tudo é Sempre Construção, e Também Ruínas" foram produzidas duas paredes em quina. Após construídas, os tijolos são sacados para fora da estrutura de cimento, e os cacos produzidos com esta ação permanecem no chão juntos à base da parede. 

O artista pretende concluir a construção total das paredes que compõe todo o esquema da mesma planta baixa da casa em outras 5 ocupações em futuras exposições, cada qual apresentando um fragmento da casa, até que se conclua toda a planta baixa.

 

Este projeto artístico foi baseado na frase “Aqui tudo parece que era ainda construção e já é ruína” de Claude Lévi-Strauss. Em sua obra Tristes Trópicos o antropólogo e filósofo belga expõe as contradições tropicais, revelando o radical paradoxo brasileiro, e expressa sua perplexidade por um país; Brasil; que se "transformara mais do que se desenvolvera".

Proposta para a Bienal de Arquitetura

 

Para esta edição da bienal a proposta se refere `a realização da 2ª etapa, que seria a construção de mais um fragmento da casa popular, seguindo o mesmo método realizado no SESI Tatuí.

A construção da instalação pode ser realizada em áreas internas ou externas.

Para áreas internas as paredes são construídas de forma que não danifique o piso do espaço expositivo, sendo este protegido por uma película adesiva aplicado sobre sua superfície, com as paredes levantadas sobre esta película.

OBSERVAÇÕES:

  • Tijolos e materiais serão fornecidos por empresas patrocinadoras do artista

  • São necessários 2 assistentes para auxiliar no processo de construção do trabalho

  • Tempo total de produção: 7 dias

 

A 3ª etapa; com a construção de mais um fragmento; será realizada em exposição individual na galeria Blau Projects no primeiro semestre de 2018

Tudo é Sempre Construção e Também Ruínas  /   2017   /   cimento, tijolo baino, ferro   /  250  x 450 x 200 cm

 

imagens da instalação realizada no SESI unidade Tatuí

Acima, em vermelho,  trecho da planta construída na 1a etapa - SESI Tatuí

Acima, em vermelho,  trecho da planta proposta para a 11a Bienal de Arquitetura

imagem da construção do muro, fase antes dos tijolos serem sacados para fora da estrutura de cimento